Institucional

SUSTENTABILIDADE

O Desenvolvimento Sustentável é uma das marcas da SINOBRAS, por isso o Grupo Aço Cearense criou a SINOBRAS Florestal – uma base florestal que fornece redutor bioenergético para a SINOBRAS, por meio de sua Unidade de Produção de Redutor.

Com um trabalho criterioso no que diz respeito ao meio ambiente, a SINOBRAS faz também o reuso de 97,6% da água que entra em seu processo de industrial por meio de uma Estação de Tratamento de Água (ETA) e através de duas Estações de Tratamento de Esgoto (ETE), faz o tratamento de efluentes sanitários oriundos da empresa. As emissões atmosféricas são controladas por sistemas de despoeiramento, de acordo com as características de cada área produtiva, sendo monitoradas frequentemente.

Sucata transformada em aço

Dentro de suas ações nesta área, a siderúrgica utiliza mecanismos de preservação dos recursos naturais como água, solo e ar e ainda desenvolve a reciclagem de sucata por meio da fabricação do aço, um insumo que pode retornar infinitas vezes à produção.

Com o uso de sucata de ferro e aço na SINOBRAS estima usar cerca de 300 mil toneladas da matéria-prima por ano, o que pode ser aumentado de acordo com o crescimento da demanda na produção do aço.

O uso da sucata de ferro e aço como insumo para produzir aço está aquecendo o mercado de reciclagem, desenvolvendo a atividade e evitando o descarte desse material na natureza. A SINOBRAS utiliza em sua produção a proporção de 30% ferro-gusa na forma líquida e 70% de sucata metálica para obter o aço. Vários estados brasileiros vendem sucata para a SINOBRAS.

Para os recicladores que estão distantes da usina, a SINOBRAS disponibiliza os serviços de prensas-móveis para a compactação das sucatas, tornando as cargas mais densas, viabilizando a redução do custo de transporte e aumentando a segurança no manuseio desses materiais. Como parte da política Ambiental e de Segurança da SINOBRAS, o processo de reciclagem requer a capacitação e adequação de seus fornecedores para o fornecimento de alguns tipos de sucatas. Dentro do plano de ação de sua área de metálicos, a SINOBRAS está buscando parcerias e elaborando projetos mais efetivos com relação ao mercado de sucata na região.

Cuidados com o ar

Os gases gerados pelos Alto-Fornos durante a produção do ferro-gusa são tratados e usados
no forno de reaquecimento dos tarugos no processo de Laminação do aço. A iniciativa evita a emissão de gases no meio ambiente e ainda reduz o consumo de energia.

Outro investimento em meio ambiente é o Sistema de Despoeiramento que funciona através de filtros de mangas que retiram do ar partículas sólidas geradas no processo de produção de aço na Aciaria. Após a filtragem, o ar retorna limpo à atmosfera e as partículas captadas serão reutilizadas no processo de sinterização, cujo produto servirá de matéria-prima para os Altos-Fornos, reduzindo o consumo de minério de ferro e carvão. Este processo está em desenvolvimento na usina.

Água e solo

No que diz respeito à preservação da água, um dos recursos naturais mais essenciais ao homem, a SINOBRAS também realiza um trabalho criterioso. Usada na usina em grandes volumes para o resfriamento de equipamentos e produtos, a água na SINOBRAS funciona toda em circuito fechado com o objetivo de reduzir perdas. Para isso foi instalado um mecanismo de recirculação de água para todos os processos da siderúrgica. Utilizando hidrociclones, tanques decantadores, centrífugas, filtros, torres de resfriamento e tanques para armazenamento segmentados por tipo de água, a única forma de perda é por meio da evaporação.

Com outorga concedida pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente do Pará (SEMA), a SINOBRAS capta água do Rio Itacaiúnas (Marabá - PA) e realiza tratamento da matéria-prima na Estação de Tratamento de Água (ETA) da empresa, dentro dos mais altos padrões de qualidade. A água das chuvas também é drenada por meio de uma rede que abrange toda a área operacional.

Seguindo para caixas decantadoras posteriormente são lançadas no manancial da usina. Ainda na área operacional, duas Estações de Tratamento de Esgoto (ETE’s) em sistema fechado possibilitam o reuso dos efluentes gerados na SINOBRAS após tratá-los.

Energia

Para o funcionamento hábil dos seus processos, em particular a Aciaria Elétrica, a empresa instalou dentro do complexo industrial uma Subestação (SE) de energia elétrica. A alimentação de energia da usina é feita em 138 kV e 50 MVA. Para atender a esta demanda foram realizados investimentos na SE do município paraense de Marabá, aumentando o nível de tensão de energia da cidade, o que lhe disponibilizou mais 100 MVA, resultando em melhorias na qualidade da energia suprida à região.

Para reduzir o consumo de energia, a SINOBRAS utiliza ferro-gusa líquido na produção do aço. Com esta medida, não há necessidade de fundir o ferro-gusa para a fabricação do aço, o que reduz entre 20% e 30% o tempo de sua produção. Outra ação de uso racional da energia é o aproveitamento dos gases gerados pelos Altos-Fornos.